Multirriscos

A lei só exige uma apólice para cobrir o risco de incêndio a quem vive em condomínio,no entanto os seguros multirriscos habitação hoje são muito mais vastos nas coberturas que oferecem.

Um seguro Multirriscos Habitação é a melhor forma para proteger a sua habitação e os seus bens.

Este seguro proporciona-lhe uma excelente proteção em caso de incêndio, inundações, furto ou outros imprevistos. Sendo a proteção adequada para preservar a integridade do seu investimento.

Deve escolher as coberturas que mais se adequam às suas necessidades e que melhor protegem o seu património.

As seguradoras têm coberturas base e complementares. Deve analisar as coberturas e franquias da sua Apólice ou de uma proposta que lhe esteja ser apresentada, pois muitas vezes com uma pequena diferença no prémio a pagar, a subscrição de algumas coberturas complementares, pode em caso de sinistro, representar uma grande poupança na hora de ser indminizado pela seguradora.

 

CAPITAL SEGURO

O capital do imóvel a segurar, deve equivaler ao seu custo de reconstrução e não ao seu valor comercial. No caso de um apartamento, tem de incluir o valor proporcional das partes comuns. Estes valores são anualmente fixados por portaria do Governo publicada no Diário da República, (Valor de reconstrução por M²).

Para calcular o capital do recheio, considere o preço de substituição em novo de cada objecto. Exceções: obras de arte e antiguidades, em que deve recorrer a especialistas. O capital seguro é automaticamente anualizado todos os anos pelas companhias, com base nos índices trimestrais do Instituto de Seguros de Portugal. Refletem a inflação e aplicam-se ao recheio, ao edifício e à soma de ambos, quando contratados em conjunto. Reveja o capital do recheio a cada 4 ou 5 anos.

Pesquise e some o valor de novos móveis, utensílios, objetos decorativos ou equipamentos entretanto comprados.

Não esqueça de comunicar à seguradora eventuais obras de beneficiação ou a aquisição de objetos especiais.

No caso de edifícios em propriedade horizontal, se o proprietário da fracção (condómino) não efectuar o seguro, o administrador do condomínio deve fazê-lo por conta daquele. Em alternativa, a assembleia de condóminos pode contratar uma única apólice de seguro para a totalidade do edifício. Se for inquilino da casa onde mora deverá ser o seu senhorio a fazer o seguro de incêndio. Lembre-o disso.

 

Simulação Multirriscos

Sabia que:

Na compra de casa com recurso a crédito acaba por subscrever o seguro aos balcões do banco em troca de uma redução no spread e geralmente o capital considerado é o valor comercial ( valor de aquisição do imóvel), e não o valor de reconstrução?

Com a alteração da lei, se não estiver considerado na escritura a obrigatoriedade de fazer com essa entidade o seguro multirriscos e o seguro de vida, poderá fazer com outra seguradora desde que o novo seguro tenha as coberturas exigidas pela entidade credora, não podendo estas alterar o spread do crédito?

Na cobertura de RESPONSABILIDADE CIVIL poderão estar os danos causados por qualquer membro do agregado familiar e animais domésticos desde que não sejam considerados de raça perigosa, dentro ou fora da habitação?

Em caso de danos após “furto ou roubo”, as apólices reembolsam esses prejuízos.